Vereadores de Campos Novos querem mudar destino de emendas impositivas

Conforme o vereador Gilson César Lopes, os valores serão destinados integralmente ao combate ao coronavírus

Por Redação em Política

01/04/2020 14:27 - Atualizada em 01/04/2020 14:31

Vereadores de Campos Novos querem mudar destino de emendas impositivas

Livres de compromissos com seus partidos de origem e comprometidos em apoiar a Administração Municipal, Gilson Lopes que migrou do MBD para o DEM e Marciano Dalmolin, que sai do PP para o PSD neste período da janela partidária, abriram mão das emendas individuais do orçamento 2020 comprometidas com entidades e orgãos, para que a Prefeitura de Campos Novos destine os recursos para ações de combate ao coronavírus no Hospital Dr. José Athanásio. A informação foi confirmada pelo prefeito Silvio Alexandre Zancanaro na quarta-feira (25/03), em coletiva de imprensa.

Como trata-se de lei aprovada, um novo projeto precisa passar pelo crivo da Câmara de Vereadores visando realocar os recursos, o que conforme o prefeito, já está em fase de elaboração pelo Departamento Jurídico. As emendas dos dois vereadores aprovadas no ano passado totalizam R$ 315,8 mil. O hospital já contava com maior parte dos recursos, no entanto, para o financiamento da revitalização da maternidade (R$ 165,8 mil). Órgãos e entidades que podem perder recursos serão as Polícias Militar e Civil, Comunidade Terapêutica São Francisco, SENAC, Fundação Cultural Camponovense, Comunidade Servos da Pobreza, Acircan, Associação Comunitária Esportiva Camponovense, Aprovida e Conjunto Folclórico Celeiro da Tradição.

A aplicação em outra finalidade é defendida pelo vereador Gilson César Lopes para aplacar possível contaminação do coronavírus. “Esse valor será integralmente destinado para combater o coronavírus, especialmente para a compra de insumos para o hospital, caso venha acontecer a contaminação na cidade. Nós conversamos com as entidades e vamos encontrar outras alternativas para que não parem os projetos em andamento. Tudo é uma questão de prioridade e a minha prioridade são as famílias camponovenses”, destacou. Conforme o prefeito, o dinheiro será usado para aquisição de insumos, IPIs e equipamentos para montagem de um Centro de Terapia Intensiva (CTI).

Pelas redes sociais, o vereador Adavilson Telles manifestou ser publicamente contrário a atitude dos dois vereadores. “Com mais de R$ 10 milhões de superávit em 2019, mais de 12 milhões de arrecadação em média por mês em 2020 e mais de R$ 400 mil em média por dia de receita em 2020, não acredito que a Prefeitura de Campos Novos tenha algum problema financeiro para o combate ao coronavírus. Não vejo necessidade no momento de tirar das entidades”, falou em sua página pessoal. Porém, disse que votará favorável se essa é a vontade do Executivo e dos dois vereadores.

Notícias Relacionadas

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital