Prefeitura lança hoje o programa Campos Novos Sustentável

Uma das ações será a inauguração da Central de Compostagem

Por Redação em Geral

04/06/2020 17:56

Prefeitura lança hoje o programa Campos Novos Sustentável

Central de Compostagem inaugura nesta sexta-feira, às 14h30

No Dia Mundial do Meio Ambiente comemorado nesta sexta-feira (5/6), os camponovenses estão sendo desafiados a fazer o descarte correto dos resíduos urbanos resultantes da atividade doméstica e comercial e a serem protagonistas na proteção ao meio ambiente. A realidade hoje é que todos os resíduos coletados são enviados para um aterro sanitário em Fraiburgo. A coleta e transporte pagos com dinheiro público, custa muito mais do que o contribuinte paga anualmente pelos serviços. Ou seja, se houvesse uma equiparação nessa conta, sobraria mais dinheiro para investir em outras prioridades.

Por iniciativa da Prefeitura, será lançado nesta sexta-feira às 14h30, o programa Campos Novos Sustentável, que entre as ações, algumas já em andamento, está a inauguração da Central de Compostagem, cujas obras iniciaram no ano passado, com investimento de R$ 219 mil. A Central conta com uma área de 504m², com um barracão, composteiras, área para lavação, almoxarifado, escritório, copa e banheiros. No local, os resíduos orgânicos serão transformados em adubo, para distribuição gratuita à população.

Para o funcionamento inicial da Central de Compostagem, a Prefeitura irá distribuir 200 galões em empresas e posteriormente em condomínios com a maior geração de material orgânico, onde terá uma logística de coleta entre duas a três vezes por semana, conforme o volume gerado por cada uma. Os resíduos das residências poderão ser entregues de forma voluntária na Central. A parte educacional do projeto vai envolver alunos da Rede Pública Municipal com oficinas de como fazer composteiras caseiras e como fazer a separação correta em casa dos resíduos secos e orgânicos.

Outra ação serão os ecopontos, onde contêineres adaptados servirão para a entrega voluntária de materiais recicláveis, como óleo de cozinha, embalagens longa vida, papelão, papel, vidro, metal, alumínio, plásticos e pilhas. Cada ecoponto, terá aberturas para separação individual de cada tipo de resíduo, com aberturas voltadas tanto para a rua quanto para as escolas. Com o trabalho de educação ambiental com os alunos, todo o lucro da venda dos recicláveis, ficarão com para uso das APPs das escolas.

Os ecopontos estão em fase de instalação em dez escolas municipais:  CAIC- Nair Gris, Santa Júlia, Valdemar Rupp, Sonho infantil, Jardim Bela Vista, Caio Pisani, Eliete Teixeira Lopes, Marilene Rupp Bagatini, À Caminho do Futuro e André Rebouças na Barra do Leão.  Até essa semana, três foram instalados, mas para o pleno funcionamento, aguarda-se o retorno das aulas.

Um dos objetivos da Prefeitura é gerar economia, enviando ao aterro, somente os rejeitos, materiais sem nenhuma possibilidade de reaproveitamento ou reciclagem, como exemplo, o lixo do banheiro. Além disso, o desafio será envolver a população nesse processo, por meio da mudança nos hábitos de consumo e conscientização da importância da reciclagem. “Todos temos responsabilidades, pois somos consumidores e todas as embalagens continuam no meio ambiente até o fim da sua vida útil. Precisamos dar destino certo a elas para não ficar poluindo e causando problemas. Estamos comprometidos em fazer disso uma política pública permanente”, destaca Vilmar Ferrão Júnior, secretário de planejamento e coordenação geral.

Nesta sexta-feira, também, a Administração assinará como signatária da Agenda 2030 da ONU, se comprometendo com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na dimensão social, ambiental, econômica e institucional, onde várias ações já estão em andamento. “Hoje, Campos Novos conta com 86 projetos e programas que se encaixam dentro dos 17 objetivos nas quatro dimensões”, disse o secretário.

 

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital