Polícia Civil não confirma estupro de mulher de 25 anos

Polícia aguarda laudo do médico legista para enquadramento correto do criminoso

Por Redação em Segurança

13/10/2020 17:14

Polícia Civil não confirma estupro de mulher de 25 anos

Uma jovem de 25 anos foi roubada e agredida na manhã dessa terça-feira (13) em Campos Novos. Em coletiva de imprensa na tarde de hoje, o delegado Luís Eduardo Córdova forneceu detalhes do caso, assim como o comandante da Polícia Militar, Marcelo Macedo, falou dos procedimentos adotados para a captura do suspeito, um homem de 36 anos, que cumpre pena no presídio de Joaçaba e estava com saída temporária decretada. Ele deveria voltar para o presídio no dia 16 de outubro, sexta-feira.

Conforme o delegado, a jovem estava em deslocamento para o trabalho por volta das 8h quando foi perseguida e atacada de surpresa pelo homem no centro da cidade, onde conseguiu roubar dois celulares empregando violência física. O indivíduo arrastou a vítima ao subsolo do Edifício Mont Blanc. A jovem foi socorrida por um homem que escutou os gritos e interveio na cena, no entanto, o criminoso conseguiu fugir.

A vítima foi levada pelo Corpo de Bombeiros em estado de pânico para o Hospital Dr. José Athanázio. As guarnições de serviço da PM e demais policiais militares de folga, com apoio da Polícia Civil iniciaram as buscas do suspeito, sendo que por volta das 11h20, foi encontrado no posto Rota Oeste, no Bairro Santo Antônio, onde tentou fuga e entrou em luta corporal com os policiais. Contido, ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil. O autor, C.A.P de 36 anos, possui extensa ficha criminal.

A Polícia Civil trabalha preliminarmente com crime de roubo e lesão corporal grave, no entanto, não descarta a hipótese de latrocínio após a finalização do inquérito. As informações colhidas pela Polícia Civil são apenas por meio de testemunhas e de câmeras de monitoramento e ainda não está confirmado o crime de estupro. Por conta da vítima estar hospitalizada, a Polícia ainda não conseguiu a versão dela para entender a dinâmica do crime completa.

“Muito tem se falado a respeito desse crime, é uma cidade pequena, tem muita gente questionando se houve estupro ou não. A Polícia Civil, nesse momento, não tem nenhuma prova a respeito de outro crime. Todo trabalho agora está com o IGP e dependemos dos laudos do médico legista para verificar as lesões físicas que a vítima recebeu. Nesse momento inicial é roubo e não descartamos que esse caso evolua para latrocínio tentado (roubo seguido de morte), pois ao que tudo indica, a lesão empregada foi tamanha que pode ter sido mais grave do que esperamos, mas para isso, vai depender de exames médicos”, explicou.

O comandante da PM informou que o homem de camisa listrada que aparece nas imagens divulgadas hoje cedo, é de um homem que passava no local e que auxiliou a vítima. “Esse senhor deve ser tratado com um herói, porque se não fosse ele, o autor poderia ter matado a vítima. As informações é de que o homem viu a vítima sendo arrastada e esse senhor tentou parar o rapaz, mas ele se desvencilhou e fugiu. Não é preciso pânico e preocupação, é um fato isolado e incomum em Campos Novos. Esse homem tem diversas passagens criminais. Ele não é daqui, e torcemos que fique preso porque ele vive do crime e se sair, vai cometer novos crimes”, destacou o comandante.

Polícia Civil não confirma estupro de mulher de 25 anos

Notícias Relacionadas

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital