Nova ala SUS deve ser entregue em breve

Pacientes do SUS internados no Hospital Dr. José Athanásio, logo contarão com mais conforto durante estadia.

Por Redação em Saúde

21/04/2020 17:17

Nova ala SUS deve ser entregue em breve

Nova ala SUS recebeu investimentos de R$ 446 mil

 

As obras de reforma da Ala SUS do Hospital Dr. José Athanásio, denominada Mariléia França Pereira, estão na reta final, cerca de 98% concluídas. A conclusão estava prevista para 30 de março, faltando alguns acabamentos, limpeza e instalações de equipamentos. A reportagem da Folha Independente, juntamente com a jornalista Roseli Rossi da Rádio Cultura e o prefeito Silvio Alexandre Zancanaro, estiveram visitando as novas instalações na terça-feira (21).

Com investimentos de R$ 226 mil com recursos próprios da Prefeitura de Campos Novos e destinados no orçamento por emendas impositivas dos vereadores, a revitalização deve ser inaugurada em breve. A reforma compreendeu a instalação de banheiros adaptados, reboco, pintura, novo sistema de oxigênio, aplicação de piso em manta vinílica, sistema de comunicação com a enfermagem acionada por comando eletrônico e novas instalações elétricas.

Quanto aos equipamentos e mobiliários, foram gastos outros R$ 220 mil em 22 novas camas, colchões, travesseiros, mesas, cabeceiras, poltronas para acompanhantes, ares-condicionados e televisores em todos os quartos. Dois desses quartos são para pacientes em isolamento. O posto de enfermagem também foi reformado e conta com novos mobiliários e sistema informatizado.

Como a movimentação de pacientes no hospital está baixa ao considerado normal em um ano típico, sem a influência da covid-19 e do isolamento social, todos os pacientes adultos e da pediatria, estão sendo internados na ala particular. No entanto, caso haja necessidade, os novos 22 leitos do SUS já podem ser usados pela comunidade, garantiu o prefeito. O hospital também conta com salas e quartos separados e isolados para atendimento inicial e internamento de pacientes suspeitos de covid-19, além de quatro respiradores. Até essa quarta-feira (22), nenhum paciente de Campos Novos e da região da Amplasc teve diagnostico positivo para a doença.

UTI

Também visitamos a primeira etapa das obras estruturais e de ampliação para a instalação da UTI, já finalizadas. O cronograma com aditivos de prazo e de valores, marcava conclusão também para 30 de março e ficou dentro do esperado, segundo o prefeito. Resta a limpeza e retirada de entulhos do canteiro de obras pela construtora, o que devia ocorrer ainda essa semana. O investimento na primeira etapa foi de R$ 220 mil.

Nos próximos dias, a Prefeitura deve lançar o edital de licitação para as obras da segunda etapa, que compreende paredes, hidráulica, elétrica, oxigênio e acabamentos, no valor orçado em mais de R$ 850 mil. A empresa vencedora terá três meses para entregar a partir da assinatura do contrato. O projeto foi aprovado pela Vigilância Sanitária, restando adequações nas divisórias, o que segundo o prefeito, não compromete o início das obras. Os recursos já estão em caixa para o pagamento dessa etapa, além de R$ 50 mil para os mobiliários.

A UTI contará com 10 leitos e será instalada no segundo andar do hospital, em parte na estrutura nova ampliada e em parte na estrutura antiga, onde hoje está a unidade de CTI. No andar térreo será a nova entrada do hospital para os pacientes de consultas, cirurgias e exames eletivos. Também será instalado toda a central de exames de imagens, como tomografia, raio-x, ultrassonografia e endoscopia, cujo edital de obras será lançado em outra oportunidade. A porta de entrada atual, ficará somente para pacientes da emergência.

Para a compra de equipamentos, orçados em quase R$ 1,3 milhão, além do custo de manutenção inicial, com equipes de intensivistas especializados para colocar a UTI em funcionamento requerem altos investimentos e numa realidade de queda acentuada de receitas, pode comprometer o projeto a curto prazo. Durante a emergência em saúde pública provocada pelo coronavírus, os municípios vão receber recursos extras de custeio para atendimento de pacientes com covid-19 pelo Ministério da Saúde, mas antes, eles precisam criar e habilitar os leitos com recursos próprios, sem ajuda de governos.

Para esse desafio que vem pela frente, o hospital criou a campanha “Parceiros da Comunidade” onde qualquer cidadão ou empresa pode doar recursos ou equipamentos. O hospital criou uma conta própria para essa finalidade: Banco 748 (Sicredi), AG: 0268, Conta Corrente: 10.143-6. Até quarta-feira, as doações de recursos alcançaram R$ 96.259,29. Para quem quer doar equipamentos, o prefeito recomenda que se aguarde quando os preços estiverem mais razoáveis para efetivar negociação, tendo em vista que a demanda está maior que a oferta e os preços estão elevados neste período de pandemia.

 

Notícias Relacionadas

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital