Empresa de sementes realiza Colheita Assistida em fazenda da Agrocam, no MT

A Live aconteceu durante a colheita de milho em Espigão do Leste/MT

Por Redação em Folha no Campo

29/06/2020 14:30

Empresa de sementes realiza Colheita Assistida em fazenda da Agrocam, no MT

Somente na Fazenda Agrovas são 9,3 mil ha de lavouras

No Mato Grosso desde 2014, a Agropecuária Campos Novos (Agrocam) iniciou as atividades no agronegócio em Ribeirão Cascalheira – município onde a Cooperativa Agropecuária Camponovense (Coocam), tem uma de suas filiais. De acordo com o presidente da Coocam, João Carlos Di Domenico, o Centro-Oeste do país é uma região com grande potencial produtivo, além de clima e solo favoráveis para agricultura – um dos motivos do investimento da Agrocam e da Coocam naquela região.

A Agrocam é formado por cinco famílias camponovens, associadas da Coocam e juntos eles plantam cerca de 20 mil hectares (ha) nas cidades de Ribeirão Cascalheira e São Felix do Araguaia, no Mato Grosso.

Somente na Fazenda Agrovas – localizada no vale do Araguaia – região do Xingu, são 9,3 mil ha de lavouras sendo que deste número, 7 mil ha foram destinados para o plantio de milho nesta safra 2019/2020. Por meio da parceria com a Pionner Sementes nesta área foi cultivada três variedades de híbridos da multinacional americana.

Para mostrar o potencial da colheita das lavouras da Agrocam, a Pioneer Sementes realizou uma Live no dia 19 de junho. Além da Colheita Assistida na Fazenda Agrovas, profissionais técnicos de ambas as empresas, falaram sobre os produtos usados e o manejo da lavoura, destacando informações como questões agronômicas, tratamento de sementes, manejo de inseticidas, entre outros.

Conforme o responsável pelas lavouras da Agrocam, Alexandre Alvadi Di Domenico, na região de Espigão do Leste o grupo de produtores atuam desde 2017, sendo que está é a 3ª safra produzida pelos sócios da Coocam na região do Xingu. Sobre a parceria com a e empresa  de sementes, Xande Di Domenico enfatiza que a multinacional oferece excelentes tecnologias do mercado, resultando em produtividade das lavouras.

“Não adianta investirmos em fertilidade do solo, máquinas potentes e treinamento da equipe de profissionais, se não tivermos parcerias – não só comercial, mas, parcerias de produção”, disse ele, reforçando que a toda a lavoura de milho da Fazenda Agrovas nesta safra, é da Pioneer. A média de produtividade da lavoura colhida ao vivo, passou de 140 sacas por hectare, com áreas que ultrapassaram 170 sacas/ha.

Notícias Relacionadas

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital