Educação empreendedora em sala de aula

Escola estadual de Campos Novos terá educação empreendedora como componente curricular do Novo Ensino Médio

Por Redação em Educação

24/02/2020 12:32 - Atualizada em 24/02/2020 12:32

Educação empreendedora em sala de aula

O planejamento é que as aulas sejam feitas com 1257 alunos de 13 coordenadorias regionais

A Escola de Educação Básica Coronel Gasparino Zorzi é uma das 17 escolas estaduais selecionadas para aplicação da disciplina de Educação Empreendedora em 2020 nas turmas do Novo Ensino Médio. Há 120 escolas-piloto em Santa Catarina que estão desenvolvendo o modelo do Novo Ensino Médio. Entre essas, 17 optaram por oferecer já neste primeiro semestre de 2020 a Educação Empreendedora como componente curricular. Na semana passada, coordenadores pedagógicos e professores foram capacitados pelo Sebrae/SC para aplicar a metodologia.

O planejamento é que as aulas sejam feitas com 1257 alunos de 13 coordenadorias regionais de educação durante o primeiro semestre letivo de 2020, permitindo ao estudante estimular a cultura empreendedora e elaborar estratégias para o futuro profissional. Natalino Uggioni destacou que a possibilidade de incentivar o empreendedorismo nas escolas é um passo importante para inovar na educação catarinense. Para o secretário de Estado da Educação, é essencial que as unidades de ensino preparem os jovens para as mudanças no mundo do trabalho.

“É necessário que o jovem seja empreendedor da sua carreira e, quem sabe, até do seu próprio negócio. Queremos mostrar aos nossos alunos que a escola pública pode ser uma plataforma para que eles construam a sua trajetória para a vida pessoal e profissional, até porquê a educação empreendedora é transversal a todas as áreas do conhecimento. Vamos formar empreendedores para que os alunos tenham a possibilidade de, quem sabe, até mesmo gerir a sua própria empresa quando concluírem o Ensino Médio”, destaca Uggioni

O diretor superintendente do Sebrae em Santa Catarina explicou a importância de formar os jovens para o emprego do futuro e abrir a oportunidade de empreender desde cedo. “Para o Sebrae é uma honra estar junto com o Governo do Estado nesse projeto. Queremos incentivar o empreendedorismo entre os nossos jovens para que o comportamento empreendedor faça parte da sua formação profissional. Com essa iniciativa, vamos formar os alunos catarinenses e mostrar pra eles um caminho possível para que eles sejam protagonistas do seu futuro”, afirma Carlos Henrique Ramos Fonseca.

O Novo Ensino Médio permite que a unidade de ensino ofereça componentes curriculares eletivos escolhidos em conjunto com a comunidade escolar. Com a carga horária ampliada, é possível aprofundar os conteúdos e ampliar as possibilidades de ensino em sala de aula, sempre considerando o contexto regional e social de cada escola. Os educadores terão apoio dos profissionais do Sebrae para começar a aplicar os projetos de empreendedorismo em sala de aula.

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital