Como reduzir os impactos da crise nas pequenas e médias empresas

Ficar reclamando e procurando culpado não vai adiantar nada

Por Redação em Vozes

17/04/2020 17:05 - Atualizada em 17/04/2020 17:05

" Importante ter a gestão para saber se realmente seu negócio está dando lucro"

Sabemos que uma crise como esta passa pelo emocional, pois estamos tratando de um problema de saúde pública que resultou no início de uma crise financeira. A melhor forma para começar é pedindo que as pessoas tenham paciência, muita calma antes de tomar qualquer decisão, o momento agora é de cautela, e não de ser arrojado nos negócios. Muitas destas dicas valem para a vida particular também, não só para a empresa. O problema já temos, vamos atrás da solução, então reúna seu time e vamos pra cima, ficar reclamando ou procurando um culpado não vai adiantar de nada.

- Como podemos ver, os bancos estarão disponibilizando linhas de CRÉDITO, também vamos ver muitas promoções durante este período. Então tomar muito cuidado nesta hora, pegar apenas o dinheiro que realmente está precisando e não gastar com coisas que não sejam necessárias;

- Toda empresa tem que ter CONTROLE, mesmo ela sendo pequena ou média. Sempre digo que a empresa pequena tem que ser tratada como se fosse grande, pois assim ela vai crescendo do jeito certo. Quando falo de controle, temos principalmente os controles financeiros, no qual o principal deles é o FLUXO DE CAIXA. Com ele você consegue ter uma projeção do que tem pra pagar e a receber, assim podendo fazer a negociação com seus clientes e fornecedores;

- Ter uma GESTÃO DO NEGÓCIO, aonde consiga controlar e diminuir os custos e as despesas, ficar agora somente com o necessário. Importante ter a gestão para saber se realmente seu negócio está dando lucro, não apenas fazendo movimento de entradas e saídas. Colocar tudo na “ponta da caneta”;

- ESTOQUE: trabalhar com o mínimo possível pelo menos até as coisas se normalizarem;

- APROVEITAR AS TECNOLOGIAS: pra ajudar no controle da empresa hoje temos algumas ferramentas no mercado que são baratas e completas. Com as tecnologias conseguimos nos comunicar com todo o mundo, podendo expandir os negócios. Pra aquela empresa que não tem ainda plataforma digital seria uma boa dica investir nisso;

-NEGOCIAÇÃO: a principal palavra agora é esta. Quase todo mundo vai sentir com essa crise, uns mais outros menos, então ter bom senso nos negócios, se for preciso sente com seu fornecedor e negocie os pagamentos, achem uma forma que seja bom para os dois lados;

- SE ANTECIPE: não deixe o problema estourar, já tivemos estes dias de quarentena para poder encontrar uma solução para quando tudo voltar a funcionar;

- RESERVA DE CONTINGÊNCIA: agora, mais do que nunca, vemos o quanto é importante ter uma reserva de capital, toda empresa tem que deixar uma porcentagem do seu lucro para ser reinvestida na empresa;

- PROTECÃO DE PATRIMÔNIO: nestas horas vemos também quanto é importante uma assessoria societária que proteja nosso patrimônio, tanto da empresa quanto da pessoa física;

- SE REINVENTAR: com a crise podemos ver novas formas de venda e atendimento que podem ser feitas. Mostrar novas ferramentas sempre para os clientes. Use o tempo disponível para repensar sobre o seu negócio, achar pontos positivos e negativos;

- OPORTUNIDADE: vemos alguns negócios que poderão ganhar com esta crise, como por exemplo o ramo da construção civil, revenda de carro, e outras empresas que a maioria dos clientes usam dinheiro de banco para comprar, tendo o juro e o credito mais fácil, a projeção é que aumentem as vendas. Temos também exemplo nos investimentos na bolsa de valores. Os valores das ações despencaram, mas se a empresa é solida com certeza depois os preços vão voltar a subir, tendo assim um bom ganho;

- CAPTAÇÃO DE CRÉDITO: as instituições financeiras fazem uma análise de crédito, pois elas têm riscos de emprestar o dinheiro, então se a sua empresa tem como comprovar renda, com um planejamento financeiro e a contabilidade sendo feita como é a realidade da empresa, com certeza facilitará ao captar o credito;

- PROMOCÃO DE VENDAS: A empresa para aumentar seu caixa pode até fazer alguma promoção dos seus produtos ou serviços, porque as vezes é melhor diminuir a margem do lucro do que pagar juro para os bancos;

- ANTECIPAÇÃO DAS VENDAS:  num período como agora, fazer um desconto, 50% por exemplo, pra quem comprar e pagar antecipadamente, e se for um serviço que só possa fazer pessoalmente, combinar que vai ser feito logo que o atendimento voltar ao normal;

- MISTURA DO DINHEIRO DA EMPRESA COM PARTICULAR: Para mim um dos principais problemas que as empresas de pequeno e médio porte passam é que os sócios não têm um pró-labore especifico, que significa o valor que o empresário recebe por trabalhar na empresa. Ele faz as contas no particular não contando com o valor do pró-labore que ele recebe da empresa, aí acaba pegando dinheiro do fluxo de caixa para pagar suas contas, e a empresa fica sem dinheiro. O empresário precisa entender que a empresa e a pessoa física são coisas totalmente diferentes.

Thiago Augusto Weis Fagundes, contador

 

Como reduzir os impactos da crise nas pequenas e médias empresas

Thiago Augusto Weis Fagundes, Contador

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital