Assaltante é morto em confronto com a polícia

Dois assaltos registrados em Campos Novos no fim de semana não possuem a mesma autoria

Por Redação em Segurança

05/05/2020 15:40

Assaltante é morto em confronto com a polícia

Um assalto e uma tentativa em postos de combustível de Campos Novos

A Polícia Civil investiga dois assaltos ocorridos em postos de combustíveis no último fim de semana em Campos Novos. Haviam indícios inicialmente que os dois assaltos foram cometidos pelos mesmos suspeitos, mas essa hipótese vem sendo descartada.

Na sexta-feira (1º de abril), ocorreu um assalto no Posto Coelho, na avenida JK e pelo boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, um elemento conseguiu subtrair do caixa R$ 1 mil em dinheiro. O assaltante saiu correndo em direção a BR-282 e embarcou num veículo que lhe aguardava, fugindo em direção à Joaçaba com seu comparsa. A PM realizou buscas a fim de localizar os suspeitos, mas sem êxito.

Menos de 24 depois, no sábado (02/05) ocorreu uma tentativa de assalto no Posto Celeiro, nas margens da BR-282. Os policiais da PRF ao chegarem no posto para abastecer a viatura, flagraram o assalto em andamento, quando o assaltante saiu do estabelecimento atirando, tendo os policiais rodoviários revidado e acertado o assaltante que foi a óbito no local. O homem morto não tinha passagens por outros crimes.

Segundo informações de testemunhas, outro comparsa se encontrava aguardando um veículo VW/Gol de cor vermelha e fugiu quando percebeu a presença da polícia. Foram realizadas rondas e localizado o veículo suspeito abandonado num terreno baldio numa rua do Bairro Boa Vista. Ainda no estabelecimento, o comparsa voltou e se entregou à polícia, sendo encaminhado a Unidade Prisional Avançada (UPA) de Campos Novos.

Prisões de traficantes

Também na sexta-feira (01/05), a Polícia Civil desencadeou uma operação em Campos Novos e prendeu lideranças de uma organização criminosa. Elas são responsáveis pelos três últimos homicídios ocorridos na cidade e que possuem relação com o tráfico de drogas. Seis pessoas foram presas. “As vítimas deviam dinheiro à facção, algumas até eram faccionadas, não efetuaram o pagamento das dívidas e a punição foi a morte”, relatou o delegado. Segundo Almeida, dois dos alvos da investigação, no ano passado, realizaram disparos de arma de fogo contra uma viatura do Poder Judiciário, o que também foi alvo de investigação e descoberta a autoria. Participaram da operação policiais civis locais e policiais civis de Joaçaba.

Notícias Relacionadas

Folha Independente

Empresa Jornalística
Planalto Sul Ltda. ME

Folha Independente © 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por AVB Digital